Home >> Séries & TV >> Vamos falar de série: The Yard

Vamos falar de série: The Yard

21 Flares Twitter 3 Google+ 5 Facebook 12 Pin It Share 1 Email -- Filament.io 21 Flares ×

Ou, a Máfia do Playground

Bom pessoal hoje estou aqui pra falar de mais uma minissérie que provavelmente quase nenhum de vocês ouviu falar (o que realmente é uma pena), The Yard.

Essa é uma minissérie de 2011 do canal HBO do Canadá, dividida em seis episódios de aproximadamente 25 minutos cada. A série é um Mockumentário sobre a vida, ou mais precisamente o recreio (intervalo, ou sei lá como é chamado na sua região) de algumas crianças na escola. Já comecei falando difícil né, espera aí que já explico. Mockumentário  (ou em inglês mockumentary) vem da junção de duas palavras mock (simulado, falso, zombar) e documentary (documentário) ou seja, é um falso documentário. A série é gravada como se fosse um documentário, mas é tudo fictício.

The Yard (Foto: Divulgação HBO Canadá)

The Yard (Foto: Divulgação HBO Canadá)

A série acompanha o recreio de dois grupos rivais que competem pra ver quem vai mandar no playground. O primeiro grupo e mais importante (os “mocinhos” que controlam o parque digamos assim) é composto pelo líder Nick (Quintin Colantoni, filho de Enrico Colantoni, muito conhecido por seu papel em “Veronica Mars”), seus dois irmãos mais novos JJ (Alex Cardillo) que é o segundo mais inteligente da escola, Adam (Devan Cohen), que só pensa em brincar, além de Johnny (Shemar Charles) um “mágico” (aprendiz de mágico pra falar a verdade, e sem muito talento) e Suzi (Keana Bastidas) a valentona do grupo (por ser uma menina pode bater em todo mundo sem medo).  Já o grupo rival é formado por Frankie (Daniel Lupetina) mestre do Bullying e também seu irmão Mickey (Daryn Karp).

A série é simplesmente incrível, quase servindo como paródia de séries como “The Sopranos” e “The Wire” (me lembra muito “Oz”, principalmente a abertura). The Yard retrata temas como corrupção, ganância, política e violência por um ângulo muito inusitado. É muito legal olhar a série e fazer um comparativo com o “mundo dos adultos”, pois os temas abordados por ela são praticamente os mesmos do nosso cotidiano.

O primeiro episódio é muito foda, fala sobre o sistema financeiro do playground. Existe um determinado tipo de card (tipo cartão de beisebol saca?) que serve como “moeda corrente”, então Frankie, a fim de tirar o poder das mãos de Nick, introduz no “mercado” um tipo novo de card, gerando um verdadeiro caos na economia do parquinho (acho que posso contar só isso sem estragar a surpresa para quem pretende assistir).

Apesar de ser uma série só com crianças e sobre as vidas das crianças, os temas apresentados são bem maduros e inteligentes, então vale muito a pena conferir.

Confira o trailer:

 

E aí? Curtiu The Yard? Comenta aqui embaixo, diga como era a sua experiência no Playground, conte-nos como era o sistema monetário e quem eram os vilões e os mocinhos da sua escola! Ah, e não esquece de dar joinha e compartilhar!

21 Flares Twitter 3 Google+ 5 Facebook 12 Pin It Share 1 Email -- Filament.io 21 Flares ×
The following two tabs change content below.
Blastoise Stefens
Ultimo estágio do Squirtle. Cinéfilo, seriemaníaco, vendedor exclusivo de cristais bulerium para Lorde Dragaunus. Nascido e criado no mundo 6, fã de Hitchcock, Spielberg e Ashirogi. Aprendiz de Unagi, Weird e amigo pessoal dos anciões da internet.

The Yard acompanha o recreio de dois grupos rivais que competem pra ver quem vai mandar no playground. É quase um “The Sopranos” infantil!

Quantas estrelas você dá para esta Matéria?

Avaliação do Usuário: 4.9 ( 2 votes)
0