Home >> Séries & TV >> Vamos Falar de Série: Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D.
Agents of S.H.I.E.L.D.

Vamos Falar de Série: Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D.

12 Flares Twitter 4 Google+ 5 Facebook 3 Pin It Share 0 Email -- Filament.io 12 Flares ×

Ou, A expansão do universo Marvel

Olá galera, estou aqui mais uma vez pra falar sobre séries. Hoje falarei da série da Marvel “Agentes do E.s.c.u.d.o.”, ou como gosto de abreviar AoS.

Pra quem não conhece, Agents of S.H.I.E.L.D. é uma série da ABC que teve uma temporada de 22 episódios e hoje se encontra no episódio 7 da segunda temporada. A série gira em torno de um grupo da S.H.I.E.L.D (acho que isso já está meio óbvio) composto por 5 agentes mais o líder da equipe, o  Agente Phil Coulson (Clark Gregg). Acredito que quem assistiu o filme “Os Vingadores” deva se lembrar dele, basicamente é o cara que morre. Dai vocês devem estar querendo saber como que ele morreu no filme e aparece como um dos personagens principais da série, certo? Bom, isso eu não posso revelar, visto que esse é um dos assuntos recorrentes da primeira temporada e se eu contar estraga metade do mistério. Só posso revelar que o Tahiti é um lugar mágico (só quem assistir a série vai entender a referência). Em sua equipe estão:

Melinda May (Ming-Na Wen): Ela é a perita em armas do grupo, e dá todo o suporte físico que a equipe precise. Domina várias artes marciais e é muito focada o que faz, não costuma se distrair nem interagir muito com o grupo. Ela é um ótimo reforço em momentos de perigo.

Skye (Chloe Bennet): Entra para o grupo no episódio piloto. Ela é a hacker do grupo, ajudando a equipe com disfarces e invadindo sistemas. Sua origem é desconhecida, ela é órfã e busca saber o que aconteceu com seus pais, aliás, esse é o motivo que a faz entrar pra equipe. Mas a sua origem é muito mais complica que todos imaginam. Existe uma teoria na internet que diz que a Skye será a Capitã Marvel, mas não vamos nos prender em teorias malucas aqui (apesar que a teoria nem é TÃO maluca assim).

Grant Ward (Brett Dalton): É o agente das ‘operações especiais’. Grande habilidade em armas e luta corporal, assim como May, também dá um suporte mais físico a equipe. É o ‘machão’ da série e não tem uma relação tão boa com seu colegas (mais uma semelhança com May). É o peronagem que mais surpreende na série, mas não darei spoilers aqui.

Leopold Fitz (Iain De Caestecker): É especializado em engenharia, em especial armamento tecnológico. Passa boa parte do tempo em seu laboratório, mas vai a campo quando necessário, apesar de não dominar armas ou lutas corporais. Além disso tem uma certa paixão pela agente Simmons.

Jemma Simmons (Elizabeth Henstridge): É especializada em biologia (tanto humana quanto alienígena), passa boa parte do tempo no laboratório junto de Fitz, mas não compartilha dos mesmos sentimentos que ele.

Antes da série começar, era dito pelos produtores que AoS teria ligação direta entre os filmes e que explicaria tudo aquilo que o cinema não pode explicar. Mas na verdade não foi bem assim. A primeira temporada é bem inútil, e acrescenta pouca coisa no universo cinematográfico da Marvel. Acho que o mais importante que aparece na série a a raça alienígena Kree, se bem que ainda não foi explicado que raça é aquela. Também tem a introdução de alguns vilões, como o Deathlok (J. August Richards) que na série teve uma reformulação enorme e um uniforme horrível que mais parece uma roupa de motocross.

EP-140429364

A primeira temporada foi muito fraca e decepcionante, só começou a melhorar ali pelo episódio 13. Vendo que a série não ia bem, a Marvel teve que adicionar elementos conhecidos pra destacar melhor a série. Como uma Asgardiana (Elena Satine), Maria Hill (Cobie Smulders) e também o conhecido diretor Nick Fury (Samuel L. Jackson). O final da temporada foi extremamente bom e surpreendente, coincide com o final do filme “Capitão América 2 – O Soldado Invernal”. Outra coisa que incomoda um pouco é a tecnologia presente na série, que está muito a frente do que conhecemos. Apesar que faz total sentido, visto que nas HQs também temos esse avanço tecnológico. Aproveitar aqui pra falar também dos efeitos especiais, que são bons em sua maioria, nada de muito inovador, mas muito bom. Com exceção de uma cena com o carro do Coulson que foi visivelmente chroma key, mas tirando isso até que é bem legal.

Já a segunda temporada começou muito bem, muito mais madura. Seus personagens amadureceram bastante, em especial a agente Skye. Além disso, ela retrata muito bem os acontecimentos pós “Capitão América 2” e todas as consequências geradas a partir desse filme. A série que já havia inserido alguns elementos importantes no “Universo Marvel” agora está cada vez melhor. Adicionando vários vilões, como por exemplo o Homem Absorvente (Brian Patrick Wade) e também aos poucos está introduzindo o conceito de Inumanos, tema esse que será de grande valor no mundo Marvel, inclusive terá filme solo sobre essa espécie. Ainda está cedo pra dizer qual será a real importância de Agents of  S.H.I.E.L.D. para essa nova fase da Marvel, mas o que podemos afirmar é que a série melhorou imensamente e realmente vale a pena ser vista, principalmente pra quem quer estar totalmente por dentro desse grande universo que estamos presenciando no cinema.

Bom pessoal, por hoje é isso, espero que tenham gostado do Vamos falar de série de hoje, um forte abraço e até mais.

 

12 Flares Twitter 4 Google+ 5 Facebook 3 Pin It Share 0 Email -- Filament.io 12 Flares ×
The following two tabs change content below.
Blastoise Stefens
Ultimo estágio do Squirtle. Cinéfilo, seriemaníaco, vendedor exclusivo de cristais bulerium para Lorde Dragaunus. Nascido e criado no mundo 6, fã de Hitchcock, Spielberg e Ashirogi. Aprendiz de Unagi, Weird e amigo pessoal dos anciões da internet.

Vamos Falar de Série é uma coluna de Blastoise Stefens para o Supremacia Geek. Hoje trazendo um pouco sobre a série Agents of S.H.I.E.L.D.

Quantas estrelas você dá para esta Matéria?

Avaliação do Usuário: 4.45 ( 1 votes)
0