Home >> Séries & TV >> Vamos falar de série: Dupla Identidade
Dupla Identidade

Vamos falar de série: Dupla Identidade

7 Flares Twitter 1 Google+ 2 Facebook 4 Pin It Share 0 Email -- Filament.io 7 Flares ×

Ou, uma série brasileira que chega a dar medo

Olá galera, tudo bom com vocês?

Hoje volto aqui para falar sobre séries, e dessa vez será um pouco diferente. Pela primeira vez nesse site vou falar de uma série brasileira (porque o Brasil também sabe fazer coisa boa). Trata-se da nova e já muito bem conceituada série “Dupla Identidade”, da Rede Globo.

Dupla Identidade conta a história de Edu (Bruno Gagliasso), um jovem muito inteligente e ambicioso que sonha em ter um lugar de destaque no meio político, Edu começa a série já subindo para o cargo de assessor do senador Oto (Aderbal Freire Filho). Além de sua ambição política, Edu é um cara muito prestativo e trabalha como voluntário em uma ONG que ajuda (através de telefonemas) pessoas que estão passando por alguma crise, depressão e esse tipo de coisa. Mas o que ninguém imagina é que isso tudo não passa de um disfarce pra esconder sua verdadeira face, a face de um psicopata assassino em série. Edu é um Serial Killer que ataca sempre mulheres e assim como todo bom serial killer, adora se manter no controle praticamente torturando suas vítimas (mais psicologicamente do que fisicamente). Para investigar essas mortes todas existe a polícia (claro né) e entre eles podemos citar dois membros importantes. O delegado Dias (Marcello Novaes), que sempre quis o cargo de Secretário de Segurança e ele sabe que um caso grande assim pode ajudar e muito a alcançar seus objetivos. E também a psiquiatra forense Vera (Luana Piovani) que acaba de voltar do EUA onde atuou um tempo com uma equipe do FBI. Vera e Dias tiveram um passado amoroso, e isso acaba sendo às vezes um empecilho na hora das investigações. Outros atores com destaque na série são: Débora Falabella, que interpreta a Ray, uma mãe solteira que acaba se apaixonado por Edu, sem saber que ele é um maluco assassino. Também temos Marisa Orth que interpreta Silvia Veiga, mulher do senador Oto, entre outros rostos que já ficaram famosos na televisão brasileira.

 

Dupla Identidade não trás nada de muito novo para a TV Mundial, mas para a TV Nacional, é algo que nunca vimos antes. Glória Perez (autora) trabalha com base em conversas com psiquiatras e especialistas em perfis psicológicos para elaborar bem o perfil de um serial killer. Uma história bem elaborada, uma ótima direção tanto de cena quanto de fotografia, e uma trilha sonora de arrepiar. Pra vocês terem uma ideia, a série tem um suspense muito grande, e tudo foi pensado meticulosamente pra funcionar bem em vídeo. A série tem um tom cinza, e apresenta poucas cores, o que dá aquele ar de que alguma coisa ruim vai acontecer a qualquer momento, e isso nos prende na frente de TV de uma forma incrível. Ainda mais quando se escuta a trilha sonora que foi toda feita pelo Andreas Kisser do Sepultura. Outro fator interessante é a abertura que após sua introdução sempre mostra uma citação famosa de algum serial killer bem conhecido.

A nossa “amiga” globo não dá a opção de “embedar” o vídeo, mas vocês podem conferí-lo aqui.

Como podem perceber, eu gostei bastante da série, mas claro que existem alguns pontos fracos, como por exemplo, a necessidade em explicar cada coisinha que acontece. Talvez porque o público da Globo, ou o brasileiro em geral está muito acostumado com as novelas, ou a própria Glória Perez está acostumada com esse gênero (não sei), mas tudo é explicado de mais, não existe uma necessidade de interpretação maior por parte do público. Além disso, a explicação sobre a Deep Web que deram foi bem Wikipédia (entendam como quiserem). Tirando isso, a série é muito boa e vale a pena conferir. Clicando aqui, vocês vão pra pagina da Globo onde se encontra o primeiro episódio (mas só quem é assinante pode ver, eu confesso que assisti na biblioteca do Paulo Coelho, mas claro que não incentivamos aqui esse tipo de coisa né.

Houve muitos boatos dizendo que a série seria cancelada na primeira temporada por baixa audiência. O que até faz sentido, afinal, passa na sexta a noite, período onde o pessoal está indo pra “Festa Duro” ou está indo dormir depois de uma semana cansativa. Mas Glórias Perez já disse em seu Twitter que a audiência está ótima e que terá segunda temporada sim, mas que ela participará só como consultora, visto que ela estará trabalhando em uma nova novela.

Bom pessoas, esse foi mais um Vamos falar de série, espero que gostem, espero que curtam e compartilhem, e até a próxima.

7 Flares Twitter 1 Google+ 2 Facebook 4 Pin It Share 0 Email -- Filament.io 7 Flares ×
The following two tabs change content below.
Blastoise Stefens
Ultimo estágio do Squirtle. Cinéfilo, seriemaníaco, vendedor exclusivo de cristais bulerium para Lorde Dragaunus. Nascido e criado no mundo 6, fã de Hitchcock, Spielberg e Ashirogi. Aprendiz de Unagi, Weird e amigo pessoal dos anciões da internet.

Vamos Falar de Série é uma coluna de Blastoise Stefens para o Supremacia Geek. Hoje trazendo a série brasileira Dupla Identidade.

Quantas estrelas você dá para esta Matéria?

Avaliação do Usuário: Seja o primeiro !
0