Home >> Séries & TV >> Vamos Falar de Série: Chapolin Colorado
Chapolin Colorado

Vamos Falar de Série: Chapolin Colorado

11 Flares Twitter 3 Google+ 7 Facebook 1 Pin It Share 0 Email -- Filament.io 11 Flares ×

Ou, sigam me os bons

Olá pessoal, como vão vocês? Hoje volto aqui com nosso já tradicional review sobre séries. A notícia da morte de Bolaños nos pegou de surpresa, mas acho que não tem como fazer um post hoje sem ser referente a esse brilhante humorista. Resolvi fugir do classicão Chaves e fazer um post sobre o Chapolin (que também e clássico, e meu preferido).

Pra quem esteve em coma nas últimas décadas e não sabe o que é Chapolin Colorado, eu já explico:

Chapolin Colorado foi uma série mexicana que contava as aventuras de um super heróis pra lá de atrapalhado. A série começou como um quadro do programa de Esquetes chamado “Chesperito” (O Clube do Chaves como ficou conhecido no Brasil), mas com o aumento da popularidade do personagem logo se tornou um programa independente. Foi transmitida pela Televisa entre 1970 e 1979 e contou com mais de 250 episódios, isso sem contar as esquetes, somando-as o numero de episódios passa de 400. É difícil dizer com precisão quantos episódios foram feitos pois muitos se perderam com o tempo. Em 1979 a série em si acabou, voltando a ser novamente só esquetes do programa Chesperito. A emissora que mais transmitiu a serie no mundo foi o SBT aqui no Brasil, inclusive esse ano, durante o horário eleitoral, eles disponibilizavam a série pra quem queria ficar longe da política.

A série gira em torno do herói Chapolin, interpretado pelo Roberto Gómez Bolaños, um herói extremamente atrapalhando e medroso, mas que faz de tudo para ajudar as pessoas. Cada episódio conta uma história isolada, com começo, meio e fim, onde um episódio não costuma ter relação com o outro. O personagem principal é sempre interpretado por Bolaños, enquanto os outros personagens são interpretados pelos demais membros do programa Chesperito (e do programa do Chaves que surgiu da mesma forma que Chapolin). Entre eles estão: Carlos Villagrán (o Kiko do Chaves), Ramón Valdés (Seu Madruga), Florinda Meza (Dona Florinda no Chaves, e mulher de Bolanõs na vida real), Rubén Aguirre (Prof. Girafales), Édgar Vivar (Seu Barriga), María Antonieta de las Nieves (Chiquinha), Horacio Gómez Bolaños (Godines no Chaves e irmão de Bolaños na Vida real), Angelines Fernández (a Bruxa do 71) e também Raúl Chato Padilla (carteiro Jaiminho do Chaves).

Chapolin não conta com muita habilidade, ou agilidade, ou força, ou coragem, ou qualquer outra característica de um grande super herói. Mas conta com um grande coração e está sempre disposto a ajudar os mais necessitados, utilizando algumas “aparatos” em seu inventario, como:

As suas Anteninhas de Vinil, que detectam a presença do inimigo, funciona tipo o sentido aranha tá lidado? Elas ainda servem como rádio, e também através delas, Chapolin consegue entender qualquer idioma. As Anteninhas ficam no topo de sua cabeça como antenas de algum inseto e parecem ser parte da fantasia do herói. Porém quando uma das Anteninhas quebra, Chapolin fica com sua capacidade motora reduzida, dando a entender que é delas que vem o ‘poder’ do herói.

A Marreta Biônica, é sua arma de luta, aparece do nada e vem as mãos do Chapolin sempre que ele a chama, quase um Mjölnir do Thor. Porém ela é de plástico, o herói a usa pois não gosta de machucar gravemente ninguém, nem mesmos os bandidos.

A Buzina Paralisadora (ou Buzina, depende da tradução/dublagem), que serve para parar o tempo. Com uma buzinada e paralisa o inimigo, ou algum objeto jogado pelo inimigo, e com duas as coisas voltam ao normal.

Pílulas de Nanicolina (ou Pílulas de Polegarina, ou Pastilhas Encolhedoras ou ainda Pastillas de Chiquitolina, depende muito da tradução/dublagem também), serve para encolher o herói a 20 cm, o tempo de duração do efeito é aproximadamente 15 minutos.

O herói que já foi chamado de “Polegar Vermelho”, ou simplesmente “Vermelhinho”, tem o nome original de “El Chapulín Colorado”, e Chapulín é uma espécie de gafanhoto comestível muito apreciada no México. Logo, seu nome em português seria algo como Gafanhoto Vermelho.

A  série ficou muito famosa, não só no México, mas em quase todo o mundo, sendo lider em audiência em quase todos os paises da América Latina, ganhando versões dubladas em idiomas como o alemão, francês, inglês, chinês e até japonês. No Brasil a série completou mês passado 30 anos de exibição, graças ao nosso amigo Silvio Santos.

Chapolin já enfrentou inúmeros inimigos, os mais famosos são: Tripa Seca, Pouca Coisa, Quase Nada, Poucas Trancas, Bruxa Baratuxa e o fantasma do pirata Alma Negra. Uma marca da série eram seu crossovers com a série do Chaves. Outra característica marcante são as histórias contadas por Chapolin para servir como lição de moral. As mais memoráveis é a história do Pedrinho e o Lobo, e também a história das Branca de Neve e os Sete Anões, quem ai não se lembra da musiquinha “Churi Churin Fun Flais” cantada nesse episódio?

Eu não vou mencionar todos os episódios marcantes, pois senão, teria que ficar a semana inteira escrevendo, mas um dos que eu mais lembro e aposto que vocês também, é aquele onde aprendemos um pouco mais sobre ‘Aerólitos’.

Por hoje é isso pessoal, espero que tenham gostado do post, sei que deve ter servido para dar aquele ar de nostalgia. Então se gostaram e/ou se sentiram nostálgicos lendo essa matéria, compartilhe o Vamos falar de série de hoje com seus amigos.

11 Flares Twitter 3 Google+ 7 Facebook 1 Pin It Share 0 Email -- Filament.io 11 Flares ×
The following two tabs change content below.
Blastoise Stefens
Ultimo estágio do Squirtle. Cinéfilo, seriemaníaco, vendedor exclusivo de cristais bulerium para Lorde Dragaunus. Nascido e criado no mundo 6, fã de Hitchcock, Spielberg e Ashirogi. Aprendiz de Unagi, Weird e amigo pessoal dos anciões da internet.

Vamos Falar de Série é uma coluna de Blastoise Stefens para o Supremacia Geek. Hoje trazendo pra vocês o inesquecível Chapolin Colorado!

Quantas estrelas você dá para esta Matéria?

Avaliação do Usuário: Seja o primeiro !
0